PTEN

Perípato #19, 2016, Desenho sobre papel de algodão, 70 X 100 cm

A Exposição “PERÍPATOS CONCRETOS” integra desenhos inéditos de variados formatos. O artista tem desenvolvido trabalho tridimensional, escultura e instalação, mas também fotografia em articulação e relação com o escultórico, pintura e desenho. Em todo o trabalho se denota uma atenção para com as questões do tempo geológico, da terra e do detalhe que a microescala pode revelar. Recentemente os seus desenhos parecem desenvolver uma morfologia gráfica que não é estranha no contexto dos seus trabalhos, célula após célula, os desenhos vão-se edificando pela sucessão repetida das marcas que procuram “formas em formação”, espaços ambíguos, ritmos, empilhamentos, massas e um certo “vitalismo orgânico” que não é estranho à natureza do desenho.

A lentidão da execução permite juntar, de forma inesperada, ao ritmo construtivo das marcas, a integração de ideias reunidas ao longo de anos, derivadas da observação de outros trabalhos já realizados ou de paisagens reais. Como funciona um lago, a massa da montanha na sua relação com a caverna, a densidade concreta de uma massa vegetal, são alguns exemplos … Não se trata de procurar o poder evocativo ou representativo dessas ideias mas sim tentar fixar provisoriamente um itinerário ou percurso meditativo (Peripatético – em grego, περιπατητικό, significa itinerante), acreditando que com estas tentativas se perceba melhor o desenho como pensamento posto em ação pelo corpo.

Subscrever newsletter
RESPEITAMOS A SUA PRIVACIDADE.
Subscrever newsletter
Subscribe newsletter
WE RESPECT YOUR PRIVACY.
Subscribre newsletter